Mestre Liu Pai Lin fala sobre o Tai Chi



Agora vou apresentar o que é o Tai Chi Chuan:
          é uma prática para a longevidade e o sentimento do amor.

O Tai Chi Chuan é a reunião destas duas práticas,
          o que o torna uma prática do Tao.

Tao é chi ou energia vital;

          existe na Natureza uma energia criativa,
          – duas energias distintas, o yin e o yang –
          que se unem num movimento pulsante
                    fazendo surgir todas as coisas na Natureza.

Todo ser vivo, inclusive o ser humano,
          possui nos seus centros de energia, sistemas orgânicos, tendões e células,
          a energia original da vida, doada pelo Céu e pela Terra.

Este sopro de energia vital constitui-se no que possuímos de verdadeiro e original.

Esta energia no nosso corpo, quando concentrada e plena,
          pode prolongar a nossa vida;
                    dispersada rapidamente, o bonito se torna feio, o jovem fica velho,
                              vem a doença e a morte.

Ou seja, a vida do homem depende da concentração ou dispersão dessa energia;
          não dar atenção a essa energia é não dar importância à vida.

No macrocosmo, as energias do Céu e da Terra se unem diariamente;
          o Sol, a Lua, e as Estrelas do Céu
          se unem com o Fogo, a Água, e o Vento da Terra
                    mantendo e fazendo surgir todas as coisas existentes na Terra.

O Homem é um microcosmo:
          o Céu fica na nossa cabeça, e o baixo ventre é a nossa Terra.

Quando relaxamos, o Sol desce e ilumina a nossa Terra;
          esta é a união do yin e do yang no Homem.

Esta união gera no nosso corpo nova energia, novo sangue, novas células,
          suprindo dessa forma o nosso cérebro, nossa energia espiritual,
                    e a saúde do nosso corpo físico.

O Tai Chi Chuan é uma prática do sentimento do amor,
          pois segue os princípios da natureza.

Encontramos no I Ching a descrição destes princípios:
          "O Universo, em circulação incessante, constrói";
          "O sábio exercita a sua natureza, cultivando-a sem cessar".

Observe o movimento de rotação da Terra:
          ele constrói diariamente o frescor de vida nova.

Nesta observação, o Homem aprende o caminho da espontaneidade:
          é como se a Terra estivesse fazendo o Tai Chi Chuan,
          renovando o ar, impregnando novo frescor a todas as coisas,
                    pois a maior virtude da Natureza é fazer nascer vida nova.

O Ser Humano pertence à Natureza:
          obtendo ar puro, o sangue se renova, e o espírito fica límpido,
          e desta forma obtemos este sentimento de amor da Natureza.

Se praticamos o Tai Chi diariamente,
          cultivamos a nossa natureza criadora, ligando-nos à Natureza;
                    conservamos com naturalidade o amor no coração
                              e retornamos à pureza do ser.

Por isso o Tai Chi é uma prática para o sentimento do amor.


Você já visitou o site www.antoniomoreira.pro.br ?
(transcrição de uma palestra do Mestre de 1987, gravada em vídeo)
créditos